Destaques

Notícias

Acervo de Paul Singer ficará no Instituto de Estudos Brasileiros

Os filhos de Paul Singer doaram todo o acervo do autor ao Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo. O IEB receberá o acervo com os documentos, fotos e obras do economista e também a biblioteca do autor, formada por alguns milhares de livros que ele colecionou ao longo de toda a vida, principalmente de ciências humanas.

Artigos

Reportagem de Paul Singer sobre a Greve dos Metalúrgicos de 1953

Aos 21 anos de idade, Paul Singer publicou uma reportagem completa sobre a Greve dos Metalúrgicos, a qual ele mesmo participava como membro da categoria, em três números da Folha Socialista. O documento raro está disponível para consulta no Centro de Documentação e Memória da Unesp (CEDEM/UNESP). O registro já deixa clara a atitude que Singer manteve ao longo de toda a sua vida de distância das posições autoritárias e profunda admiração pelo "espírito de dedicação e altruísmo dos elementos mais simples da classe operária", não deixando de ressaltar a "ação comovente" das 16 mulheres que pararam antes, obrigando seus 300 colegas homens a fazerem o mesmo e do "rapazinho de apenas 18 anos que levou todos os meninos à greve". “Esta greve, pela extensão que alcançou e pela sua importância toda especial na atual situação política e social em que vivemos, deve ser cuidadosamente estudada por todo militante e simpatizante do partido, e para este estudo pretendemos oferecer o material proporcionado pela nossa experiência pessoal no setor metalúrgico.”

Livros

Ensaios sobre Economia Solidária

No mês em que Paul Singer completou 86 anos, foi lançado em Portugal o livro "Ensaios sobre Economia Solidária", organizado por Rui Namorado para a Editora Almeidina. O livro integra uma perspectiva teórica da economia solidária, que valoriza sua profundidade histórica, com a sua ancoragem na realidade brasileira. Desdobra-se em duas partes, cada uma das quais compreende oito textos. A primeira é predominantemente constituída por ensaios nos quais Singer mostra como concebe teoricamente a economia solidária, valorizando-a como combate à exclusão dos explorados e como possível oportunidade emancipatória, rumo a um futuro que consubstancie o humanismo pleno. A segunda conduz-nos através de experiências da economia solidária no Brasil, em interação com a posição política de Singer, como membro do governo federal, tendo como pano de fundo a sua proximidade fraterna com as organizações envolvidas.

Lançamento do livro Urbanização e Desenvolvimento

Lançado, pelas editoras Autêntica e Perseu Abramo, o livro Urbanização e Desenvolvimento, que traz oito artigos de Paul Singer sobre o tema, originalmente publicados entre 1968 e 2004, e uma entrevista inédita com o autor feita pelo sociólogo Marcelo Gomes Justo, organizador do livro. O volume integra a Coleção Pensadores do Brasil: do tempo da ditadura ao tempo da democracia, coordenada por André Rocha.
  • Paul Singer

    Austríaco, chegou ao Brasil em 1940, aos oito anos. Em São Paulo, formou-se no curso técnico, graduou-se em Economia pela Universidade de São Paulo, doutorou-se em Sociologia, tornou-se livre docente em Demografia e professor titular em Economia pela mesma universidade. Foi um dos fundadores do Cebrap, do PT e da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares na USP. De 2003 a 2016, foi Secretário Nacional de Economia Solidária.


    Biografia